11 de maio de 2015

Molho cremoso de couve flor. Creamy cauliflower sauce

{scroll down for english version}

Ás vezes gosto de estar enganada.
Durante anos, e até há bem pouco tempo, a couve flor era a meu ver, um legume enfadonho, sensaborão, aguado, e as únicas formas de o comer eram na sopa ou misturado com especiarias (uma das primeiras receitas do blog).
Com o tempo fui-lhe dando novas oportunidades de me conquistar, e pouco a pouco fui-me rendendo à sua versatilidade. 
É incrível como consegue ser uma alternativa maravilhosa ao arroz que começou a fazer parte do meu frigorífico semanalmente (pode ver aqui a receita), como faz umas bases de pizza deliciosas, purés, gratinados, e a minha mais nova paixão, um molho para as massas!




Pois é, um molho para a massa feito de couve flor. Olhando ninguém diria que aquele molho tão cremoso pudesse ser feito com a minha mais recente amiga.
Comecei por o fazer com alguma relutância, confesso, mas rendi-me por completo. A sua suavidade, cremosidade, envolve as massas e eleva-as a outro nível sem precisar de lhe juntar molhos pesados, feitos à base de natas, gordura e farinha.
É uma alternativa perfeita, baixa em calorias, sem glúten, sem lactose e pode ou não ser vegan.
Pode usá-lo nas massas, para gratinar como alternativa ao molho béchamel, para pizzas, no arroz...
É por isso que às vezes ( mas só às vezes) gosto de estar enganada!


Molho cremoso de couve flor
(serve 2 pessoas)

3 dentes de alho picados
1 colher de sopa de azeite
200g de couve flor
leite de soja sem açúcar ou outro que prefira q.b. ( cerca de 70 ml)
1 colher de sopa de queijo ralado (opcional)
1 colher de chá de sumo de limão
sal
pimenta

Corte a couve flor em bocados e leve a cozer com sal até estar macia.
Entretanto frite ligeiramente os alhos no azeite.
Depois da couve estar cozida, retire-a com uma escumadeira e coloque-a numa picadora ou no robot de cozinha juntamente com os alhos e o azeite. Pique tudo até estar em puré. Junte o queijo ralado caso o queira usar, e o sumo de limão.
Lentamente junte o leite até ter a consistência que deseja.
Rectifique os temperos com sal e pimenta. Se achar que o molho está seco junte mais umas gotas de azeite ou um pouco mais de leite.
Coloque sobre as massas e sirva quente.

(receita adaptada daqui)

Recipe in English
Creamy cauliflower sauce
(serves 2 )

3 cloves garlic, minced
1 tablespoon olive oil
200g cauliflower
unsweetened soy milk or other milk, to taste ( about 70 ml )
1 tablespoon grated cheese (optional )
1 teaspoon lemon juice
salt
pepper

Cut the cauliflower into pieces and bring to boil with salt until soft.
Lightly saute garlic in olive oil.
After the cauliflower is cooked , remove it with a spoon and place it in a food processor with garlic and olive oil. Chop everything until pureed . Add the grated cheese if you want to use, and the lemon juice .
Slowly add the milk until you have the consistency you want.
Correct the seasoning with salt and pepper . If you think the sauce is dry add a few more drops of olive oil or a little more milk.
Put on the pasta and serve hot.

(recipe adapted from here)












32 comentários:

  1. que sugestão maravilhosa, mesmo com um aspeto delicioso e saudável.


    O Cantinho dos Gulosos

    ResponderEliminar
  2. Que delicia Sara! E com espargos, que escolha perfeita! Adorei.. e adorei também esse pratinho verde :D
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Dantes era só para cozer e acompanhava pratos de peixe depois vi numa revista um arroz de couve flôr fiz e gostei.
    Esse molho tem mesmo muito bom aspecto, tenho a certeza que ia gostar
    Boa semana
    bj

    ResponderEliminar
  4. Com esse aspecto só pode ser mesmo uma delícia!

    ResponderEliminar
  5. Esse molho ficou com um aspecto delicioso.

    Beijinhos,
    Clarinha
    receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/05/arroz-xau-xau-de-feijao-frade.html

    ResponderEliminar
  6. Que receita fantástica!! Estou deserta para a pôr na prática :)
    Obrigada pela partilha!!
    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  7. Já fiz um parecido, que usei para cobrir as enchiladas de feijão preto. É muito saboroso e versátil!

    ResponderEliminar
  8. Que saudável !! Como prepara os espargos para colocar neste prato? Como bastantes mas assim misturados com massa deve ser um manjar dos deuses :) !!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola, normalmente só escaldo e salteio rapidamente :-)
      Bj

      Eliminar
  9. Adoro! Mas confesso que só utilizo em massas e em gratinados 😆

    ResponderEliminar
  10. Adorei. Que sugestão boa!
    Muito grata
    E está na lista para fazer! ;)
    Grata pela partilha
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Cláudia, espero q seja do teu agrado
      Bj

      Eliminar
  11. Sara, que maravilha! Adoro assim molhos cremosos, mas nunca me tinha ocorrido usar a couve flor!
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim muito menos, nunca pensei que a couve flor fizesse estas delicias.
      Bj

      Eliminar
  12. Que cremoso, mesmo uma maravilha Sara!
    Adoro couve flor, como muitas vezes, em sopas e estufados e a próxima será esta!
    Num belo prato de massa. Um beijinho.

    ResponderEliminar
  13. Olá
    passo muitas vezes por aqui, pois gosto muito das suas receitas. Esta não foi excepção e portanto há dias aventurei-me pois o jantar era peixe cozido e com um molho destes de certeza que ia melhor. Fiz e gostei apesar de ter deixado fritar demais o alho, mas é de certeza um molho que vou experimentar em massas.
    Obrigada pela partilha,
    Andreia Martins

    ResponderEliminar
  14. Olá andreia que bom q gostou, às vezes é bom arriscar , eu adoro!
    Experimente gratinar com um pouco de queijo, é uma delicia.
    Bj sara

    ResponderEliminar
  15. Também sou de opinião que a Couve flor é um legume desinteressante. Ou pelo menos achava :) até ver esta receita.

    Vou sem dúvida experimentar, e dar mais uma hipótese há desprezada Couve flor :)
    Beijinhos
    Marta

    ResponderEliminar
  16. Já tinha experimentado este molho no verão passado mas confesso que achei o sabor a alho intenso demais...ficou em stand-by até este sábado: fiz lasanha e em vez do tradicional molho béchamel fiz este mesmo (agora com muito mais cuidado com o alho e tempero) :D ninguém deu por ela eheh e ficou excelente! Adoro quando posso tornar uma receita mais saudável mas deliciosa na mesma :) Obrigada**
    Raquel Ribeiro

    ResponderEliminar

LinkWithin

”related