22 de novembro de 2015

Pão integral super rápido


Adoro fazer pão!
Rara é a semana em que não faço o nosso pão e confesso que é um ritual do qual tenho alguma dificuldade em abdicar.
Fazer o nosso pão permite usar farinhas de boa qualidade, biológicas e sem melhorantes, deixá-lo fermentar o tempo necessário e sem pressas, usar sementes, frutos secos e brincar com diferentes sabores e texturas.
                   
Dou sobretudo preferência aos pães de fermentação longa e feitos com massa velha, mas há alturas em que os horários não permitem e não se conjugam com os do processo de fazer pão.
Nessas alturas opto por pães mais rápidos, com fermentações mais curtas ou mesmo sem qualquer fermentação como é o caso deste.
                         
Este pão sai directamente do novo livro do Jamie Oliver, cheio de receitas nutritivas e equilibradas, com opções vegetarianas, e muita informação sobre nutrição e estilo de vida saudável.

É muito rápido de fazer, perfeito para aqueles dias em que chegamos a casa e queremos comer pão acabado de sair do forno, ou para servir num pequeno almoço de fim de semana, ainda a estalar e a fumegar.
Feito com farinhas integrais, e sem qualquer fermentação, permite que rapidamente saia do nosso forno um pão muito rico, nutritivo e delicioso. Mesmo quem nunca se aventurou na arte da padaria (coisa que aconselho a fazer nem que seja uma vez), ou não tem muita paciência para esperar, pode ter o prazer de sentir o delicioso cheirinho do pão a cozer no forno e beneficiar de um pão 100% integral.
           
Pão integral super rápido
(receita adaptada do livro "Receitas Saudáveis" do Jamie Oliver)

250 g de farinha de trigo integral, mais um pouco para polvilhar
100g de farinha de centeio
50g de flocos de aveia
1 colher de chá de sal fino
1 c. de chá de bicarbonato de sódio
1 ovo
300 ml de buttermilk ou iogurte natural
sementes de papoila q.b. (opcional)

Pré-aqueça o forno a 190ºC.
Coloque as duas farinhas, os flocos de aveia, o bicarbonato de sódio e o sal numa tigela grande e misture bem.
Numa outra tigela, bata o ovo com o buttermilk ou o iogurte, e com um garfo, incorpore esta mistura na farinha. Quando a massa começar a ligar, amasse-a com as mãos levemente polvilhadas com farinha, até ficar homogénea.
Molde a massa numa bola grande, coloque-a num tabuleiro polvilhado com farinha, polvilhe também a massa levemente com farinha e achate-a com as mãos.Coloque por cima sementes de papoila se o desejar. Com uma faca faça uma cruz ou uma estrela no topo, com cerca de 1/2 cm de profundidade, e depois coza no centro do forno durante 40 a 45 minutos, ou até o pão apresentar uma crosta firme por cima e soar a oco quando lhe bater por baixo.
Transfira o pão para uma grelha para arrefecer e sirva-o ainda ligeiramente quente.  

22 comentários:

  1. Esse pao agrada-me por nao levar fermento! Deve ser bem bom! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, o facto de não levar fermento torna-o mais rápido e mais fácil de fazer
      bj

      Eliminar
  2. Olá Sara!!
    Parece realmente delicioso, nada como o aroma de pão quentinho no forno!
    Beijos e ótima semana pra ti! =)
    www.deliciasdavodeo.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Andreia, não há nada mais reconfortante!
      bjinhos

      Eliminar
  3. Realmente fazer o pão tem imensas vantagens! Só o facto de poder fazer utilizando ingredientes à escolha já faz tudo valer a pena. Esse pão parece tão bom :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é realmente uma vantagem poder escolher o tipo de farinhas que usamos. Este é óptimo para quando não há tempo :)
      beijinhos

      Eliminar
  4. Tem muito bom aspeto. Consegue-se cortar às fatias? Não se desfarela-se muito?

    ResponderEliminar
  5. Olá Sara,
    Devo-lhe dizer que apesar de não ter lido a receita toda só pela introdução que fez desta receita me apetece fazer pão pela 1ª vez. Se isso acontecer venho aqui dizer-lhe o resultado.
    Obrigada pela receitas sempre saudáveis que publica e que me suscitam sempre curiosidade.
    Andreia Neto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Andrei, esta é uma boa receita para começar :)
      beijinhos

      Eliminar
  6. Pão integral. Adoro. Muitas blogueiras estão a falar muito bem desse livro, estou tentada a comprar pois parece que as receitas são todas muito agradáveis. Obrigada pela partilha.

    Tânia Tiago
    Bimby & Sabores da Vida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tânia, sim o livro está muito completo e tem muitas opções. Vale a pena dar uma olhadela. Beijinhos

      Eliminar
  7. Olá :) adorei a receita, mas fiquei com uma dúvida, a aveia é inteira ou devemos triturar os flocos ? Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia, a aveia é inteira, utilize aqueles flocos mais fininhos e partidos. :)
      beijinhos

      Eliminar
  8. Gosto tanto de fazer pão rápido em casa Sara, naqueles dias em que o tempo escasseia, mas o forno pede para ser ligado. Adoro este tipo de receitas e o livro do Jamie tem sido a inspiração destes últimos dias por aqui também. A granola dele é maravilha.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já vi a tua granola e adorei, também fiquei de olho nela :D
      Um abraço

      Eliminar
  9. Eu também adoro fazer pão. Por todas as razões. Porque é mais saudável, porque ADORO comer pão acabado de sair do forno, pelo cheirinho que fica na cozinha, porque, quando já dominamos um pouco a arte, podemos "inventar" e fazê-lo à nossa medida e gosto, e etc etc etc! porque sim basicamente :)
    Acho que nunca fiz foi sem fermento, o que despertou curiosidade.
    Beijinhos
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Partilho contigo esse gosto e prazer em fazer pão :D
      Este pão é diferente do comum, comido assim que sai do forno é uma delícia
      bj

      Eliminar
  10. Onde compra a farinha de centeio? Já ando à imenso tempo á procura e não a encontro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OLá Gabriela, eu compro a minha biológica em suermercados biológicos ou em ervanárias. ;) beijinhos

      Eliminar
  11. Olá Sara! Alguma sugestão para o tornar vegan? 😊

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Beatriz,sim, pode fazer o buttermilk com leite de soja, é feito da mm forma, ou usar iogurte de soja natural :)
      abraço

      Eliminar

LinkWithin

”related