Gelado vegan de aveia (sem açúcar, sem glúten)

4 de agosto de 2020


Dias quentes e longos pedem receitas rápidas, sem fogão e que nos arrefeçam o corpo. Os gelados são exactamente o que queremos nestes dias.
Sou uma entusiasta dos gelados caseiros e acredito que é bem mais saudável e ecológico fazermos os nossos próprios gelados.
Já pensou quantas embalagens de plástico, invólucros, papéis, colherzinhas e copinhos vai evitar fazendo os seus próprios gelados? Para já não falar que pode escolher os seus ingredientes, sem utilizar xarope de glicose, gorduras trans e outros ingredientes duvidosos.


Já tenho partilhado várias receitas de gelados aqui no blogue e em ambos os meus livros podem ver muitas mais, todas elas sem lácteos nem açúcar adicionado, por isso a escolha é muita e pode e deve aventurar-se a fazer os seus.
Hoje trago um completamente diferente do que estamos habituados, mas sem dúvida um dos melhores gelados que já se fez por aqui.


Os gelados querem-se cremosos e aqui essa cremosidade é conseguida com a aveia. Sim, aveia! A gordura (boa) naturalmente presente na aveia é libertada e confere a este gelado a tão desejada cremosidade que se pretende e é tão difícil conseguir nos gelados vegan. Para adoçar utilizei apenas tâmaras, o seu doce natural encaixa perfeitamente nesta receita, conferindo ainda uma cremosidade extra.
Por cima desta delícia coloque amêndoas, nozes, chocolate partido ou tâmaras cortadas, vai ficar ainda melhor!




Gelado vegan de aveia

80 g de flocos de aveia grossos
400 ml de leite de coco
120 ml de leite de amêndoa, soja, aveia (o que mais gostar)
120g de tâmaras medjool (pesadas sem caroço)
pitada de sal
1 colher de chá de extracto de baunilha (opcional)

Para decorar:
amêndoas, nozes, chocolate... o que mais gostar


Coloque todos os ingredientes numa tigela grande e deixe repousar durante 30-45 minutos, até os flocos de aveia terem absorvido bastante leite e as tâmaras estarem macias.
Coloque a mistura num processador de alimentos ou no robot de cozinha e processe tudo até obter uma mistura bem cremosa.

Se tiver máquina de gelados:
Proceda de acordo com as instruções da sua máquina.

Se não tiver máquina de gelados:
Coloque a sua mistura num tabuleiro grande e leve ao congelador.
Quando estiver gelada, retire, deixe 10 minutos à temperatura ambiente e parta em bocados com uma faca.
Coloque-os no processador ou no robot e processe até estar de novo cremoso (bastam alguns minutos). Sirva de imediato e guarde o restante no congelador.



Grão de bico mexido ( vegan, sem glúten)

15 de julho de 2020

Apresento-vos a mais recente refeição rápida cá de casa: grão mexido!
Já há algum tempo tinha partilhado convosco a receita do tofu mexido, também uma daquelas receitas flash, agora é a vez do grão.
As leguminosas são fantásticas por muitas razões, e a versatilidade é sem dúvida uma delas. O grão de bico em especial, tanto pela sua textura como pelo sabor mais neutro, é óptimo em pratos salgados e até nos doces.


Este prato tornou-se uma constante cá em casa. É tão bom, tão rápido de preparar e tão nutritivo que não podem deixar de o experimentar.
É óptimo em qualquer ocasião:
- num pequeno almoço proteico e vegan (em vez dos ovos mexidos)
- num almoço para levar na marmita acompanhado de uma salada ou como recheio de uma sandes
- num jantar rápido naqueles dias intermináveis.

Estou tão entusiasmada com esta receita que achei que a melhor forma de mostrar as suas qualidades era fazendo uma lista (adoro listas).

- Super, super rápido de preparar.
- Bom em qualquer refeição do dia.
- Nutricionalmente muito equilibrado.
- Sem ingredientes de origem animal nem glúten.
- Só se suja uma frigideira.
- Muito económico.
- Pode ser sempre diferente, conforme os vegetais e especiarias que temos em casa.
- Bom no prato ou como recheio para sandes.
- Pode fazer-se em grande quantidade e congelar.

Fantástico, não é?  Experimentem, adaptem ao vosso gosto e depois digam-me se tenho ou não razão para estar tão contente com esta receita.




Grão de bico mexido
(serve 2 pessoas)

2 colheres de sopa de azeite
200g de grão cozido
1 cebola pequena ou 1/2 grande picada
1 tira de pimento verde ou vermelho em quadradinhos
1 dente de alho picado
1 tomate
4 colheres de sopa de caldo de legumes/ água de cozer o grão/ água
1 colher de chá de curcuma em pó
sal q.b.
pimenta moída q.b.
salsa ou coentros q.b.

Esmague o grão de bico com um garfo, deixando alguns bocados inteiros para dar textura. Reserve.
Numa frigideira, salteei no azeite a cebola, o pimento e o alho até estarem macios.
Acrescente os temperos: a curcuma, o sal, a pimenta ( e outros que queira). Mexa tudo.
Junte o tomate picado e o grão de bico esmagado. Mexa bem para incorporar os sabores.
Acrescente o caldo de legumes/água de cozer o grão/ água e deixe cozinhar durante 3-5 minutos até estar cremoso. Este o segredo da receita!
Retire do lume, rectifique os temperos.
Sirva com salsa ou coentros picados.

Pudins de banana e amendoim ( vegan, sem açúcar, sem glúten)

15 de junho de 2020


Por esta altura do ano as bananas amadurecem a uma velocidade alucinante. Compramos num dia e no dia seguinte, como que por magia, já temos as primeiras manchas pretas que se vão alastrando rapidamente. Por aqui, como nada vai para o lixo, as bananas que não são comidas a tempo vão parar ao congelador para serem utilizadas mais tarde em gelados, papas, bolos ou para fazer este pudim, o mais recente sucesso cá de casa.


Gostava de poder passar através das imagens o quão cremosa e deliciosa é esta sobremesa/ snack/ pequeno almoço.
A combinação de ingredientes é tão simples que não sei como nunca me ocorreu antes fazer um pudim assim. Aliás, basta juntar manteiga de amendoim com banana que teremos um clássico que funciona sempre.
Cada colherada é uma explosão de sabores e texturas na nossa boca e parar de comer é realmente difícil.



A camada de chantilly vegan de coco é completamente opcional mas dá o toque especial a este pudim combinando perfeitamente com a mistura da banana e com a manteiga de amendoim. Por fim, coroamos com amendoim torrado ou pedacinhos de chocolate e temos a sobremesa perfeita.
No entanto, se quer um pudim simples que pode comer ao pequeno almoço ou ao lanche pode abdicar do chantilly de coco e ficar apenas com o pudim cremoso. De qualquer forma será sempre uma receita vencedora.




Pudim de banana e amendoim
(rende 3-4 taças)

Para o pudim:
200ml de leite de coco ( de lata)
60ml de bebida vegetal à sua escolha( aveia, arroz, soja amêndoa...)
50g de banana esmagada com um garfo
30g de manteiga de amendoim
70g de geleia de arroz
70g de amido de milho

Coloque todos os ingredientes para o pudim num tacho ou numa caçarola. Passe tudo com  a varinha mágica até ficar com uma textura homogénea.
Leve ao lume médio mexendo sempre com uma colher durante cerca de 10 minutos ou até engrossar.
Retire do lume, deixe arrefecer e coloque no frigorífico.
Se quiser decore com chantilly de coco (receita abaixo), rodelas de banana, chocolate e amendoins tostados.

Para o chantilly de coco
1 lata de leite de coco
2 colheres de chá de xilitol
1/2 colher de chá de extracto de baunilha

Coloque a lata de leite de coco no frigorífico pelo menos 24 horas antes de fazer o chantilly.
Na hora de o fazer, abra a tampa da lata e suavemente drene a água de coco que entretanto se separou da gordura. Pode guardá-la e aproveitar para fazer batidos ou pratos tailandeses por exemplo.
Com a batedeira , bata a gordura do leite de coco até obter um creme espesso e firme. Adoce com xilitol e aromatize com aroma de baunilha se quiser.

Para decorar:
rodelas de banana
raspas de chocolate
amendoins torrados