25 de setembro de 2016

Crackers de linhaça (vegan, sem glúten, sem açúcar). Flax seed crackers (vegan, Gluten and sugar free)

{scroll down for english version}

Não sei quanto a vocês, mas eu adoro comida seca e crocante. Tanto faz que seja fruta desidratada, granola, ou crackers, é o meu tipo de comida preferido. ´
É boa para transportar, é boa para petiscar, não suja a roupa nem as mãos  e ajuda muito a saciar aquela vontade de "dar ao dente".
E já nem comento o maravilhoso que é ouvir aquele "crunch crunch" de cada vez que damos uma dentada...


Infelizmente, a maioria das vezes que nos apetece este tipo de alimentos recorremos ao mais fácil: as bolachas ou os snacks de compra. São fáceis de obter, estão sempre disponíveis e são perigosamente aditivos. Por isso gosto tanto de fazer as minhas próprias crackers ou tostas. Posso escolher os ingredientes, fazê-las com mais fibra, com mais ou menos hidratos de carbono, com ou sem sementes, doces ou salgadas...


Depois do sucesso das crackers de aveia, que para minha surpresa se tornou uma das receitas mais lidas do blog , trago uma receita de crackers feitas apenas com farinha de linhaça. Sim, é verdade, basta moer as sementes de linhaça ate estarem em farinha, juntar agua e um pouco de sal e levar ao forno. 
São as crackers ideais para quem não pode ou não quer consumir cereais porque só levam sementes. Assim, são isentas de glúten e a quantidade de hidratos de carbono é mínima, o que também as torna muito interessantes para quem quer perder algum peso e não abdica das tostas.

As  variações da receita base são infinitas: pode fazer com ervas e alho, com caril, com cominhos, com canela, com stevia....a escolha é muita e adaptável ao gosto de cada um.  Já experimentei várias versões com linhaça dourada e castanha. Pessoalmente gosto mais com linhaça dourada, mas se preferir a castanha não faz qualquer diferença.  O único truque nesta receita é mesmo esticar a massa o mais fino possível e no forno ir retirando as das pontas primeiro e deixar para último as do centro do tabuleiro, assim ficam mais crocantes.


Crackers de linhaça
Receita base:
200g de farinha de linhaça (pode ser dourada ou castanha)
100-150 ml de água
1/2 colher de chá de sal fino

Versão com ervas e alho:
1 colher de chá de ervas da provence
1 colher de chá de alho em pó

Versão Canela:
1 colher de sopa de canela em pó
1 colher de chá de stevia em pó (opcional)

Ligue o forno a 180ºC.
Numa tigela misture a farinha de linhaça com o sal e caso junte ervas, ou alho ou canela, junte também. Misture tudo.
Comece por juntar 100ml de água, mexa com a colher de pau e vá juntando mais água aos pouquinhos se achar necessário. A massa deve ficar fácil de estender, nem demasiado mole nem demasiado seca.
Deixe repousar 10 minutos.
Coloque a massa entre 2 folhas de papel vegetal grandes, e com o rolo da massa estende-a até estar bastante fininha, quanto mais fina, mais crocantes serão as crackers.
Retire com cuidado o papel de cima e coloque o de baixo (juntamente com a massa) num tabuleiro grande. Faça cortes na massa em forma de quadrado ou rectângulo.
Leve ao forno durante 30-40 minutos.
Naturalmente as crackers das pontas ficarão prontas mais rapidamente, retire-as e leve de novo o tabuleiro ao forno até as do centro estarem estaladiças.
Deixe arrefecer e guarde num recipiente bem fechado.
Recipe in English

Flax seed crackers

Base Recipe

200g ground flax seed (you can buy it pre-ground or grind whole seeds in a coffee grinder) 
100-150ml of water
1/2 teaspoon of fine salt

Garlic and herbs version:
1 teaspoon os garlic powder
1 teaspoon of herbs of Provence

Cinnamon version:
1 tablespoon of cinnamon powder
1 teaspoon of stevia (optional)

Preheat oven to 200ºC.
In a large bowl, combine all dry ingredients (including cinnamon, or garlic, or other seasonings you prefer).  Add water, starting with 100 ml and mix until an even dough forms. If necessary add more water.
Spread the dough between 2 parchment paper sheets and with a rolling pin roll until your dough is super thin. Remove the upper sheet and place dough in a baking tray.
Gently cut dough into squares on the baking sheet
Bake for 30-40 minutes until crisp and edges are browned but not burnt.
Edges of course will be ready first, so remove them from the oven and bake again until the center crackers are ready.
Remove from the oven, let cool and keep in an airtight container.


6 de setembro de 2016

Brownies de figo (sem açúcar, sem glúten). Fig brownies (sugar and gluten free)

{scroll down for english version}

Há já muito tempo que não tinha uma sensação de "verdadeiro " Verão. Daqueles que nos fazem pensar em praia, em banhos de rio ou até mesmo em banhos de mangueira!
Daqueles que me lembro quando era miúda e, numa época ainda sem computadores, tablets ou telemóveis, ficava em casa até a hora do calor passar, a brincar com bonecos num alguidar cheio de água ou então ia para a pequena biblioteca municipal e lá ficava até ser suportável vir para a rua brincar.

Aqueles Verões em que todos sem excepção, vinham à noite para a rua brincar, conversar, ou jogar às cartas, porque não haviam ares condicionados e o calor era muito dentro de casa.
São Verões de outros tempos, que me trazem boas memórias. Já muito se perdeu, já muito mudou, eu mudei, mas há coisas que nunca mudam, e a minha paixão por figos é uma delas!
São uma fruta com sabor a Verão, daqueles Verões bem quentes como este, em que as figueiras se enchem destas pequenas pérolas. Apanhar figos e comê-los ainda em cima da figueira...não há sensação melhor!


Por isso se é como eu e adora figos, e também adora chocolate, vai adorar esta receita.
Chamei-lhe brownies , mas também podia chamar bolo ou quadradinhos, depende da vontade no dia, fica linda e deliciosa de qualquer maneira.
Cada bocadinho desfaz-se na boca com delicadeza, o sabor é viciante e confesso que bastante difícil de parar de comer.
É uma receita sem glúten, mas pode também utilizar farinha de trigo, e o mais surpreendente é que basta o doce natural dos figos frescos para adoçar, embora os mais gulosos possam adicionar um pouco de stevia ou geleia de arroz. O único senão desta receita? Rende pouco, por isso faço-a normalmente a dobrar!
Se tem figos em casa  não deixe de experimentar, de preferência rapidamente, para não deixar passar a sua época!

Brownies de figo

200g de figos frescos
150g de chocolate 70%cacau
50g de manteiga de amêndoa ou de amendoim
2 ovos
45g de farinha integral (eu usei de trigo sarraceno, mas pode usar outra)
1 colher de chá de extracto de baunilha
amêndoa picada q.b. (opcional)

Para decorar:
rodelas de figo

Corte o pezinho aos figos e lave-os. Seque-os bem com um pano.Não retire a pele.
Corte-os em pequenos pedaços e leve ao lume brando, mexendo sempre, até que toda a água presente nos figos tenha evaporado. Nesta altura, retire do lume e passe com a varinha mágica até obter uma espécie de compota. Deixe arrefecer e reserve.
Aqueça o forno a 150ºC.
Forre com papel vegetal um tabuleiro pequeno ou uma forma redonda com cerca de 15cm de diâmetro.
Numa tigela bata muito bem os ovos até estarem aumentados de volume e bem fofos.
Incorpore suavemente a farinha com a vara de arames.
Leve a derreter em banho-maria o chocolate partido em pedaços e a manteiga de amêndoa ou amendoim. Mexa até estarem bem derretidos e misturados.
Retire do lume e junte ao preparado dos ovos e misture tudo muito bem.
Junte o puré dos figos.Se quiser acrescente amêndoa picada e volte a mexer.
Coloque no tabuleiro, decore com rodelas de figos e leve ao lume durante 20 minutos.
Retire, deixe arrefecer e desenforme.
Pode levar ao frigorífico e retirar 15 minutos antes de servir, ou comer à temperatura ambiente.


Recipe in English

Fig brownies

200g fresh figs
150g of chocolate 70% cocoa
50g almond butter or peanut butter
2 eggs
45g wholemeal flour (wheat, rice, buckwheat...)
1 teaspoon vanilla extract 
chopped almond  (Optional)

To decorate 
fig slices

Wash the figs and cut the edges. Dry with a towel Don't remove the peel.
Cut them into small pieces and cook in a saucepan in low heat, stirring constantly, until all water has evaporated. At this point, remove from the heat and with a magic wand do a pureé. Let cool and set aside.
Heat oven to 150 ° C.
Line with parchment paper a small tray. 
In a  bowl beat the eggs until they  increased the volume.
Gently incorporate the flour with a wire rod.
In a bain-marie melt  the chocolate with peanut or almond butter. Stir until well mixed and melted.
Remove from the heat and mix with thebeated eggs.
Add the fig puree. If you want add chopped almonds. Mix again.
Place in the tray, garnish with slices of figs and bring to oven for 20 minutes.
Remove, let cool and unmold.
Keep it in the refrigerator and remove 15 minutes before serving.





22 de agosto de 2016

Muffins vegan de courgete. Vegan zucchini muffins

{scroll down for english version}

Nunca fui uma pessoa muito ligada às  redes sociais. De facto chega a ser embaraçosa a minha falta de experiência, de conhecimento e até de interesse sobre o tema. Para alguém da minha faixa etária isto é algo quase impossível, já que  hoje tudo parece acontecer através do Facebook, do Instagram, do Snapchat e de mais não sei o quê (eu disse que não percebia do assunto...).
Só criei Facebook há relativamente pouco tempo e foi por causa do blog. De facto, já o blog tinha quase dois anos quando finalmente me rendi e aceitei fazer-lhe uma página ( que vergonha...).


Não tenho nada contra isto, só que talvez pela minha personalidade mais reservada, pelo meu trabalho tão absorvente e próximo das pessoas, acabei por não me envolver muito neste mundo. 
E para não abonar nada  a favor, neste momento estou bastante decepcionada com o Facebook. Reparei que de há uns meses para cá não recebo as publicações das páginas que sigo, e o mesmo acontece com a minha, que parece não chegar a uma boa parte das pessoas, inclusive família! Não sei se mais alguém se queixa do mesmo, mas parece ser um problema transversal a muitos utilizadores. Os senhores do Facebook preferem não se dar ao trabalho de responder e resolver esta situação e parece que a única alternativa é pagar para aparecer (que conveniente...).  Por isso caso não receba as minhas publicações não significa que desapareci e deixei de publicar, significa que fui uma das infelizes a quem calhou a fava do bolo e que provavelmente terá mesmo que pagar se quer que as suas publicações  sejam vistas...

Mas não só notícias menos boas: por favor lancem-se confettis, balões e serpentinas porque finalmente criei uma conta no Instagram! Agora também já podem seguir aqui o Nem acredito que é saudável e ver as novidades que provavelmente não viram pelo Facebook.
Como leiga no tema das redes sociais que sou, ainda me estou a habituar à coisa e a perceber como funciona, por isso não estranhem as poucas publicações.

E agora, redes sociais à parte, falemos de muffins. Daqueles tão fofos, tão bons, feitos com as minhas adoradas courgetes, tão típicas desta época do ano.
Mal vejo as primeiras a aparecer lá por casa, começo logo a pensar em mil maneiras diferentes de as usar, até porque normalmente há uma tendência a ficarmos com o frigorífico cheio de courgetes nesta altura do ano.
Esta receita é uma vencedora, bem leve, deliciosa e a prova que não precisamos de ovos para fazer muffins irresistíveis. Se quiser pode não usar o chocolate partido, mas courgete e chocolate são amigos inseparáveis, ninguém lhes resiste quando estão juntos!


Muffins vegan de courgete
(rende 6-8 muffins)

190g de farinha de espelta integral
1/2 colher de chá de bicarbonato de soda
1 pitada de sal
50g de açúcar de coco
80g de chocolate 70% cacau picado (opcional)
160g de puré de maçã sem açúcar (caseiro ou de compra)
1 colher de chá de vinagre de sidra ou sumo de limão
120g de courgete ralada
1 colher de chá de aroma de baunilha
70 ml óleo de coco liquido

Ligue o forno a 180ºC.
Prepare um tabuleiro com formas de papel.
Numa tigela misture os ingredientes secos: a farinha, o bicarbonato, o açúcar de coco, o sal e o chocolate se o desejar.
Noutra tigela misture a courgette, o puré de maçã, o óleo de coco, a baunilha e o vinagre.
Junte o conteúdo das duas tigelas e misture muito bem.
Coloque a massa nas formas de papel e leve ao forno cerca de 20 minutos, até os muffins estarem cozidos por dentro.
Retire e deixe arrefecer no tabuleiro antes de os retirar.
Recipe in English

Vegan zucchini muffins
(yelds 6-8 muffins)

190g spelt flour
1/2 tsp baking soda
3/4 tsp salt
50g coconut sugar
1/2 cup 70% cocoa chocolate chips (optional)
160g sugar free applesauce 
1/3 cup coconut oil
1 tsp cider vinegar 
1 tsp pure vanilla extract 
120g grated zucchini

Preheat oven to 180C and prepare a muffin tin. Combine all dry ingredients in a mixing bowl, then set aside. In another bowl, combine all liquid ingredients. Mix wet into dry, and distribue it into the baking cups and place in the oven. Bake for 20 minutes, then allow muffins to cool before removing from the tray.


4 de agosto de 2016

Banana desidratada sem açúcar. Sugar free banana chips

{scroll down for english version}

Quando andava a escrever o livro do Nem acredito que é saudável, apercebi-me de uma falha no mercado que não entendo como ainda não foi preenchida. 
Estava com uma receita de granola às voltas na cabeça que não levasse cereais, e sabia que a combinação de coco e banana seria infalível, mas encontrar a banana desidratada sem açúcar tornou-se um desafio. Talvez não tenha procurado nos sítios certos, não quero acreditar que não exista cá em Portugal, mas resolvi facilmente o problema porque normalmente desidrato as minhas bananas.
No entanto ao que parece não sou a única que tem tido dificuldade em encontrar as tais rodelinhas de banana sem açúcar. Tenho recebido vários e-mails a perguntar onde podem encontrá-las para poderem fazer a granola de coco e banana (uma maravilha, já agora ).
Há várias marcas no mercado que as vendem, mas quando viramos o pacote lá está o indesejado açúcar na composição.
É verdade que ficam lindas, super estaladiças, gulosas, mas por favor, a banana já é doce, não precisamos de mais açúcar!

Faço normalmente a fruta desidratada no desidratador, mas a verdade é que a grande maioria das pessoas não tem um. Não é obviamente impedimento para desidratar a própria fruta,  podemos sempre usar o forno. Por isso, como resposta a vários pedidos, hoje trago a receita para fazer as suas rodelas de banana desidratada no forno.




Não se desiluda por não ficarem tão lindas e tão estaladiças como as de compra, é normal. Não temos em casa os recursos da indústria alimentar, mas por outro lado ficamos com rodelas de banana naturalmente deliciosa e sem açúcar adicionado.
Além disso pode divertir-se e adicionar outros sabores às suas rodelas de banana: canela em pó, sal marinho, cacau...
Pode usar as suas rodelas para  fazer granolas, pôr no iogurte, levar em saquinhos para petiscar durante o dia ou simplesmente sentar-se no sofá e comê-las enquanto vê televisão (adoro!).
Banana desidratada sem açúcar
(para 2 tabuleiros)

4 bananas maduras mas sem estarem moles
sumo de meio limão
água

Ligue o forno a 90ºC.
Prepare 2 tabuleiros com papel vegetal.
Coloque o sumo de limão com um pouco de água numa tigela.
Corte a banana em rodelas bem finas, de preferência com a mandolina. Quanto mais finas forem as rodelas mais crocantes ficam. Passe-as pela água com sumo de limão e coloque-as lado a lado no tabuleiro.
Se quiser polvilhe com canela, cacau, sal....
Leve ao forno durante cerca de 1h30m e depois vire as rodelas. Leve de novo ao forno durante mais 1h30m.
As rodelas estão prontas quando estiverem bem secas. Não as deixe tostar.
Quando estiverem frias, retire do tabuleiro e guarde em frascos.

Recipe in English

Sugar free banana chips

4 bananas, just ripe
some lemon juice
water
optional toppings: cinnamon, sea salt, cocoa powder...

Preheat oven to 90ºC.
Cover 2 baking trays with parchment paper.
Cut bananas into very thin slices, thinner slices will dry easier and will be cryspier.
Dip slices in lemon juice, then place on prepared baking tray.
Bake for about 1h30m and then flip them over. Bake for more 1h30m.
Banana chips should be dry and crispy.
Remove from the oven, and once cool, chips can be stored in an airtight container.

24 de julho de 2016

Workshop de sobremesas saudáveis


Vem aí mais um workshop de sobremesas e doces saudáveis, desta vez em Santarém na linda Mercearia Biológica BIO-Jasmim.
Vão ser duas horas de partilha, cozinha e degustação!
Venham ver como é tão fácil fazer receitas doces, deliciosas e ainda assim saudáveis e equilibradas.
Não percam!



Para inscrições e reservas:
biojasmim@hotmail.com
                 ou
nemacreditoblog@gmail.com



21 de julho de 2016

Clafoutis de alperce e amêndoa (sem açúcar, sem glúten). Almond and apricot clafoutis (sugar and gluten free)

{scroll down for english version}

Se há coisa boa no Verão, para além deste calor que adoro (perdoem-me os que fogem dele), é a fruta. 
A Mãe Natureza é sábia, e deu-nos para esta altura do ano fruta linda, colorida cheia de água, vitaminas e minerais que nos hidratam e remineralizam para fazer face ao tempo quente.

Mas este ano tenho estado um bocadinho queixosa  com a fruta de Verão. Ou a minha sorte não é muita, ou realmente aquela fruta suculenta, docinha, que não conseguimos parar de comer, tem estado a demorar a chegar.Tenho a sensação que os pêssegos estão ácidos e rijos, as ameixas também, as cerejas não me satisfizeram e os damascos e alperces também não estavam no ponto.

Mas foi num passeio de Sábado de manhã, a um dos lugares que já se tornou uma espécie de ritual que fazemos de tempos a tempos, apesar da distância, que eu encontrei os alperces que tanto procurava.
A Praça da Fruta das Caldas da Rainha nunca me deixa ficar mal! Vale a pena o tempo de viagem, não só pelo passeio no parque, pelas ruas, pelo lindo edifício do Hospital Termal...mas sobretudo pela fruta, legumes, flores e frutos secos que lá podemos comprar.

Adoro aquela incrível mistura de cores, cheiros, a confusão boa dos mercados de rua, e é de coração cheio e cesta a abarrotar, que volto a casa com de vontade de cozinhar.
Olhando para uns alperces de cor intensa e muito docinhos (finalmente!), não resisto a ligar o forno e fazer um clafoutis. É uma sobremesa tão bonita, elegante e delicada que não transparece a simplicidade com que se faz.
Este é feito com uma combinação de alperce e amêndoa, uma daquelas que funcionam sempre bem, mas pode utilizar outras frutas.
Não tem açúcar refinado e a farinha branca foi substituída pela de amêndoas, tornando-o mais uma opção de sobremesa sem glúten.



Clafoutis de amêndoa e alperce
(serve 4 pessoas)

400ml de leite de amêndoa sem açúcar
40g de manteiga de amêndoa
3 ovos
100g de farinha de amêndoas (ou amêndoas moídas muito finamente)
120g de geleia de arroz
300 g de alperces
amêndoas laminadas qb para decorar
xilitol em pó qb para decorar (opcional)

Ligue o forno a 180ºC.
Unte um tabuleiro ou uma assadeira com óleo de coco ou margarina.
Retire o caroço aos damascos e corte-os em 4 partes.
Numa tigela misture o leite de amêndoa, a manteiga de amêndoa, a geleia, a farinha de amêndoas e os ovos. Bata tudo até ficar homogéneo.
Coloque no tabuleiro a mistura que preparou e por cima os alperces cortados em quartos.
Polvilhe com amêndoa laminada.
Leve ao forno durante 40-60 minutos até o clafoutis estar firme no meio.
Retire, deixe arrefecer e sirva morno ou frio.
Se quiser pode polvilhar com xilitol moído até ficar em pó.

Recipe in English

Almond Apricot clafoutis

400ml od almond milk
40g of almond butter
3 eggs
100g of almond meal
120g of brown rice syrup
300g of apricots
laminated almonds to decorate
powdered xylitol to decorate (opcional)

Turn on the oven at 180ºC.
Grease a baking dish with coconut oil or vegetable margerine.
Core apricots and cut them into four pieces.
In a large bowl, whisk together the almond milk, eggs, brown rice syrup, almond butter and almond meal until well combined.
Pour the batter over the apricots and sprinkle with laminated almonds.
Bake for 40-60 minutes until clafoutis is firm in the middle.
Remove, serve warm or cold.
If you want you can decorate with powdered xylitol.



11 de julho de 2016

Workshop de sobremesas saudáveis para o Verão



Workshop de sobremesas saudáveis para o Verão

16 Julho às 11h na Academia Time Out


Hoje não trago uma receita para partilhar, mas sim novidades boas!
No próximo Sábado dia 16 de Julho vou estar na Academia Time Out no Mercado da Ribeira a fazer um workshop deliciosamente saudável de sobremesas para o Verão.
Não percam! Vamos pôr as mãos na massa e experimentar ingredientes diferentes, fazer sobremesas frescas e deliciosas e que nos fazem sentir tão bem.

E para celebrar, estamos a sortear 2 bilhetes, vejam as regras do sorteio no Facebook do Nem acredito que é saudável!

Podem comprar os vossos bilhetes na Ticketline através deste link.

Ou reservar em : reservas@academiatimeout.pt


LinkWithin

”related